O início do Brasileirão para o Vitória não está sendo como a torcida gostaria. Em dois jogos, o Leão conquistou apenas um ponto, após empate com o Flamengo e derrota para o Atlético-MG. Mas esta semana, o rubro-negro deixa o Campeonato Brasileiro de lado e vira a chave para outra competição: a Copa do Brasil.
Classificado para as oitavas de final depois de passar pelo Internacional nos pênaltis com atuação destacada do goleiro Caíque, o Vitória tem um páreo duro na quarta-feira (25), quando recebe o Corinthians, às 19h30, no Barradão, pelo jogo de ida.
Para o volante Willian Farias, o duelo é o mais importante do clube até aqui na temporada 2018. "É até meio clichê falar que o próximo jogo sempre é o mais importante. Mas com certeza o Corinthians será. A gente pode fazer um grande jogo aqui e vencer a partida", comentou Farias, que aproveitou para destacar os pontos fortes do adversário, campeão brasileiro em 2017 e líder da edição atual com 100% de aproveitamento.
"Tem Rodriguinho, vivendo grande fase. Tem dois anos que vem muito bem. O próprio treinador deles (Fábio Carille) deu entrevista e disse que Rodriguinho oscilou pouco. A maioria dos jogos ele esteve muito bem e decidindo partidas. A gente pensa em 180 minutos, mas nós sabemos que algumas partidas podem ser definidas nos 90. Temos que pensar somente nessa partida. Encerrando ela, vendo o resultado, fica mais nítido o que vamos precisar nos outros 90. Temos que pensar nesse jogo, que pode definir o próximo", analisou.
Reforços
Além de jogos decisivos, a semana na Toca do Leão deve ser marcada pelo anúncio de reforços. O clube acertou com o atacante Lucas Fernandes e o zagueiro Aderllan. Os jogadores dependem apenas dos trâmites burocráticos para serem anunciados oficialmente. Quem também aguarda o anúncio oficial é o atacante Wallyson, ex-ABC, que já está treinando com o elenco rubro-negro.
Apesar da cautela da diretoria, Willian Farias confirmou que Lucas Fernandes também já se apresentou na Toca. “Recebemos eles bem para desempenharem o trabalho deles da melhor maneira possível. Tivemos pouco contato. Lucas chegou na semana passada. Momento de fazer exames, não teve tanto contato no campo. Ajuda chegando no início (do Brasileirão), terá tempo de iniciar um trabalho“, avaliou o camisa 5.