alagoinhas-condenado

Um homem acusado de ter assassinado uma mulher grávida após ela ter se recusado a realizar um aborto foi condenado a 30 anos e prisão em regime fechado. A decisão foi tomada na última quinta-feira (12), em Alagoinhas, interior da Bahia. Não há confirmação sobre o grau de intimidade dos dois, mas acredita-se que eles eram amantes.
Segundo o processo, o homem, identificado como Vinícius dos Reis Pereira, matou por asfixia a vítima, Gisele Cordeiro Reis, dentro da suíte de um motel às margens da BR-101, em Alagoinhas. O crime aconteceu em 23 de maio de 2012 e a jovem, que estava grávida, teve o corpo ocultado por Vinícius, no dia seguinte, em uma cova rasa nos fundos da casa onde ele vivia.
De acordo com o Ministério Público Estadual da Bahia (MPE-BA), o homem teria tentado coagir a vítima para que ela interrompesse a gravidez, contudo, como ela não aceitou, ele a matou. O homicídio foi considerado triplamente qualificado, isto porque o acusado matou Gisele por motivo torpe e ainda seduziu a vítima para o local do crime.
Varela Noticias