operação-fecha-juá

Nos seis primeiros meses de 2018, a cidade de Juazeiro (BA) teve uma redução de 25,7% no número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CLVIs) – que incluem homicídios, latrocínios e roubos seguidos de morte – em relação ao mesmo período do ano passado.
Segundo o Comando de Policiamento Regional Norte (CPRN), o quantitativo do município foi responsável, ainda, por alavancar o rendimento da Área Integrada de Segurança Pública (AISP) – composta pelos municípios de Curaçá, Casa Nova e Sobradinho -, que também fechou o semestre com saldo positivo: 15,2% de redução.
Com o segundo semestre consecutivo de redução dos CVLIs, pois de junho a dezembro de 2017 houve uma redução de 27,53% em relação aos seis primeiros meses do mesmo ano, Juazeiro vem protagonizando franco declínio nos índices de violência da cidade, com o registro, inclusive, de mais de 100 dias sem homicídio na zona rural.
O CPRN considera os números um “sucesso” e credita o bom desempenho ao trabalho conjunto e coeso dos órgãos de Defesa Social, como a Policia Civil (PC), a Policia Rodoviária Federal (PRF), o Poder Judiciário, o Ministério Público Estadual (MPBA) e a Polícia Militar da Bahia (PMBA) e de Pernambuco (PMPE).
Outros números
Em Juazeiro, de 1º de janeiro a 30 de junho deste ano, mais de 350 mil pessoas foram abordadas, destas, 518 foram presas em flagrante delito, 22 mandados de prisão foram cumpridos, 63 armas de fogo apreendidas; além disso, mais de 15 mil estabelecimentos foram abordados e quase 137 mil veículos revistados, sendo que quarenta 46 veículos com restrição foram recuperados.
Segundo o coronel Anselmo Bispo, comandante do CPRN, a redução dos índices de violência em Juazeiro e demais cidades da Região Norte configura o cumprimento de um compromisso feito com a sociedade de garantir Segurança Pública de qualidade para a região, no entanto, a missão não está de todo cumprida. “Seguiremos incansáveis na manutenção do bem-estar da população”, assegurou o coronel.
Carlos Britto