conta-de-luz-continua-com-bandeira-tarifaria-mais-cara-em-outubro
A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) informou nesta sexta-feira (28) que manterá a bandeira vermelha patamar 2 em outubro. É o 5º mês consecutivo que a agência reguladora aciona o patamar mais alto da bandeira tarifária.
Na prática, os consumidores continuam a pagar a cobrança extra de R$ 5 a cada 100 kWh de energia elétrica consumida.
Segundo a agência reguladora, a manutenção da bandeira deve-se as condições hidrológicas desfavoráveis e pela redução no nível de armazenamento dos principais reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN).
O volume mais baixo nos reservatórios aumenta a possibilidade de as usinas hidrelétricas não gerarem a quantidade de energia estabelecida nos contratos. Para suprir a demanda, é necessário despachar usinas térmicas, que custam mais caro.
Sinalização ao consumidor
O sistema de bandeiras tarifárias foi instituído pela Aneel, em 2015, com objetivo de sinalizar ao consumidor o custo real da geração de energia elétrica.
As cores das modalidades –verde, amarela ou vermelha– indicam se haverá ou não acréscimo no valor da energia a ser repassada ao consumidor final.
Poder360