Decisão tomada pelo Ministério da Saúde e afeta 22 estados do país; recursos seriam destinados a Caps, unidades de acolhimento e leitos em hospitais gerais.
07_11_2018_Hospital-Municipal-Novembro-Azul_Fot-Bruno-Concha_Secom_Pms-3
O Ministério da Saúde suspendeu o repasse de quase R$ 78 milhões que seriam destinados ao atendimento à saúde mental em 22 estados do país. A decisão, publicada no Diário Oficial da União (DOU), afeta 319 serviços como os Centros de Atendimento Psicossocial (Caps), Serviços Residenciais Terapêuticos, Unidades de Acolhimento e leitos de saúde mental em hospitais públicos.
De acordo com a decisão, a verba foi impedida de ser destinada aos serviços “por ausência de registros de procedimento nos sistemas de informação do SUS”. Segundo informações do G1, o Ministério pode restabelecer os repasses, caso os registros sejam regularizados nos próximos seis meses.
A Bahia é o 6° estado com maior número de serviços que tiveram o repasse suspenso, com 20 no total. O primeiro colocado foi Minas Gerai (65), seguido de Rio de Janeiro (50), São Paulo (43), Paraná (26) e Rio Grande do Sul (25).
Todos os serviços fazem parte da Rede de Atenção Psicossocial do SUS, que atende pacientes com transtornos mentais ou usuários de drogas, por meio de atendimentos individuais ou em grupo. As unidades de acolhimento são destinadas a esta população que necessitam de atendimento 24h por dia.
Bahia.ba