Foto ilustrava
Com um rico patrimônio natural, cultural e arqueológico, as comunidades rurais do município de Campo Formoso (BA), na região da Chapada Diamantina, no Norte baiano, estão recebendo investimentos de cerca de R$ 2,4 milhões da Companhia de Desenvolvimento dos vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para melhoria dos acessos a 167 povoados. A ação da Codevasf vai melhorar a locomoção de pessoas e mercadorias entre os povoados e também até a sede do município, onde são realizadas feiras livres para comércio de produtos da agropecuária familiar, além de facilitar o acesso de turistas à região.
As ações incluem serviços de terraplanagem e revestimento primário (encascalhamento) de estradas vicinais para a cobertura de aproximadamente 283,4 mil m² de estradas. Os recursos são oriundos do Orçamento Geral da União (OGU), repassados à Codevasf por meio de Emenda Parlamentar. O prazo previsto para conclusão das obras é de um ano.
Distante cerca de 401 Km de Salvador, Campo Formoso possui 167 povoados (IBGE 2019), entre eles Queixo Dantas, Poços, Tiquara, a comunidade quilombola de Lage dos Negros, Brejão da Caatinga, Lagoa do Porco, Tuituba, São Tomé e Caraíbas.
Em Campo Formoso, o povoado de Lage dos Negros, distante quase 100Km da sede do município, é uma comunidade que reúne cerca de 17 mil remanescentes de Quilombolas que ainda mantêm suas tradições, principalmente na atividade econômica da cultura do sisal e criação de caprinos.
Nas proximidades estão localizadas a Gruta da Barriguda e a Toca da Boa Vista, que atraem turistas e estudiosos de várias partes do país devido à beleza, extensão e à presença de fósseis no interior dessas cavidades. A região é considerada pelos turistas de uma beleza natural ímpar, principalmente nos locais próximos aos vales dos rios Salitre e Pacuí.
Segundo o superintendente regional da Codevasf em Juazeiro, Elmo Nascimento, os investimentos da Companhia devem estruturar a atividade turística na região da Chapada Diamantina. “Essa ação também vai facilitar o acesso de visitantes a alguns pontos turísticos do município, como a Toca da Raposa, parque do Boqueirão da Onça, alguns sítios arqueológicos reconhecidos pelo IPHAN e aos parques eólicos”, destacou.
Com esta ação da Codevasf, Elmo Nascimento espera também intensificar o turismo de aventura, que atrai estrangeiros de vários países, como França e Argentina, que procuram a região da Chapada Diamantina e adjacências em diversas épocas do ano.
Por: Assessoria de Comunicação e Promoção Institucional da Codevasf