elmo-vaz-prefeito-de-irece
Elmo Vaz, prefeito de Irecê, usou as redes sociais nesta quinta-feira (26) para falar das novas ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). Seguindo na mesma linha do presidente Jair Bolsonaro, após pronunciamento polêmico sobre a “volta à normalidade”, Vaz quer liberar o funcionamento do comércio de Irecê a partir de terça-feira (31).
No entanto, para que a cidade, que é polo regional, comece a retomar sua normalidade econômica, Elmo Vaz disse que vai observar se nenhum caso do coronavírus será confirmado na região, até às 18h desta segunda-feira (30). Caso não se confirme, vários segmentos do comércio de Irecê poderão abrir as portas.
Elmo Vaz disse ainda que conversou com o governador Rui Costa, e com o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, por videoconferência. “Tiramos uma série de dúvidas. Uma delas diz respeito a preocupação que todos temos nesse momento, com as famílias, com os autônomos, com os profissionais que já estão passando necessidade, fome, que começam a passar fome por não ter sequer alimento em casa. Essa preocupação, ela nos leva a ir por um caminha, que é um caminho que eu diria arriscado, ele é arriscado sim, se nós não tomarmos as devidas precauções e os devidos cuidados”, alertou Vaz.
O prefeito de Irecê citou também as questões ideológicas que dividem o país, sobre o isolamento total ou não, e demonstrou preocupação com um possível colapso da produção nacional e desemprego. “Existe uma divisão hoje no país, uma divisão ideológica, em relação a essa questão da pandemia. Se devemos fechar, parar o país, ou se devemos dar continuidade no que se chama ‘atividades essenciais’, sobretudo àquelas que impactam na produção, não só na produção de alimentos, mas na produção industrial, na produção de um modo geral. Portanto, este segmento é responsável por grande parte da geração de emprego e renda em nosso país”, disse.
Elmo também alertou que, para haver o funcionamento, os comerciantes e clientes terão que atender recomendações e protocolos editados pelas autoridades de Saúde. Servidores municipais devem fiscalizar o cumprimento das normas estipuladas pela Prefeitura de Irecê.

Por Robson Guedes
Jacobina Notícias