unnamed
Dos 96,9 milhões de CPFs enviados à Caixa Econômica Federal para receber do governo o auxílio emergencial de R$ 600, 50,52 milhões atenderam aos critérios da lei e foram liberados para receber o benefício, cerca equivalente a 52,1% do total.
Os números foram divulgados pela Dataprev, empresa pública responsável por identificar quem está apto para receber o dinheiro, uma das medidas criadas pelo estado para atenuar a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.
Segundo o órgão, que homologa os dados junto ao Ministério da Cidadania, outros 32,77 milhões estão inelegíveis e não poderão receber o auxílio (33,8%). 13,67 milhões (14,1%) ainda foram classificados como inconclusivos, por falta de informação nos cadastros.
Os resultados são referentes aos cadastros efetuados entre 7 e 22 abril e podem ser acompanhadas pelo portal da Caixa e aplicativo do auxílio emergencial. Quem não concordar com a análise pode solicitar novo requerimento.
Na comparação com o balanço anterior divulgado pelo Dataprev, houve queda de 2,1 pontos percentuais no índice de aprovação de pedidos e alta de 2,6 pontos percentuais no de reprovação.
Segundo a Caixa informou ontem, o número de brasileiros com o auxílio emergencial chegou a 50 milhões, com crédito de R$ 35,5 bilhões já liberado. Mais de 95 milhões de brasileiros podem ser beneficiados pelo governo federal.
O levantamento se refere a três grupos que tem direito ao auxílio:
  1. Microempreendedores individuais (MEIs), contribuintes individuais (CIs) e trabalhadores informais).
  2. Inscritos no Cadastro Único e beneficiados pelo Programa Bolsa Família.
  3. Inscritos no CadÚnico e não beneficiados pelo programa de transferência de renda.
Confira o detalhamento das análises de cada grupo divulgado pelo Dataprev
Grupo 1 – MEIs, CIs e Informais (aplicativo e portal Caixa)
  • Cadastros recebidos: 46 milhões;
  • Cadastros processados: 44,9 milhões (97,7%);
  • CPFs Elegíveis: 20,52 milhões;
  • CPFs Inelegíveis: 10,77 milhões;
  • CPFs Inconclusivos (com necessidade de revisão cadastral): 13,67 milhões.
Grupo 2 – (Cadastro Único e beneficiários do Programa Bolsa Família)
  • Cadastros recebidos: 19,9 milhões;
  • Cadastros processados: 19,9 (100%);
  • CPFs Elegíveis: 19,2 milhões (41,8 milhões de pessoas beneficiadas);
  • CPFs Inelegíveis: 0,7 milhões;
  • *número computa os CPFs elegíveis + membros das famílias.
Grupo 3 – (Cadastro Único e não beneficiários do Programa Bolsa Família)
  • Cadastros recebidos: 32,1 milhões;
  • Cadastros processados: 32,1 (100%);
  • CPFs Elegíveis: 10,8 milhões. (21,6 milhões de pessoas beneficiadas);
  • CPFs Inelegíveis: 21,3 milhões;
  • *número computa os CPFs elegíveis + membros das famílias.

UOL