Brasil já perdeu mais profissionais da saúde para a Covid-19 do que os Estados Unidos e Itália
Crédito da Foto: Ilustrativa/Pixabay

O Brasil é um dos países do mundo que mais perdeu profissionais da saúde em decorrência do novo coronavírus (Covid-19). De acordo com o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), até esta quarta-feira (6/5), foram identificados 73 óbitos de pessoas da categoria.

Ainda segundo o Cofen, a maior parte das vítimas (41) tinha menos de 60 anos; a mais jovem entre elas tinha 29. Outras 16 mortes envolvendo trabalhadores da saúde ainda estão sob análise, aguardando resultado de testes.

Em comparação com os Estados Unidos, país com maior número de vítimas do coronavírus e com a Itália, segundo maior, o Brasil tem uma taxa maior de óbitos entre profissionais da saúde: nos EUA foram 46 trabalhadores da área, e na Itália, 35. A Espanha, terceira nação mais atingida, teve quatro óbitos entre profissionais do ramo.

De acordo com o presidente do Cofen, Manoel Neri, um dos fatores que contribuem para essa alta mortalidade é que os profissionais da saúde acima dos 60 anos e com comorbidades não foram afastadas, em boa parte dos hospitais. O presidente também citou a falta de equipamentos de proteção individual (EPI).


Fonte : aratuon