Novo site para consulta do auxílio emergencial - Reprodução
Novo site para consulta do auxílio emergencialImagem: Reprodução
O governo federal lançou um site para quem precisa acompanhar a situação do pedido do auxílio emergencial de R$ 600. Agora, além do site da Caixa, a consulta também pode ser feita em www.cidadania.gov.br/consultaauxilio ou consultaauxilio.dataprev.gov.br
Será preciso informar: CPF Nome completo Nome da mãe Data de nascimento Na consulta, é possível acompanhar o detalhamento do pedido como resultados, as datas de recebimento e envio dos dados pela Caixa à Dataprev e vice-versa, além do motivo em caso de benefício negado. A análise da segunda solicitação também poderá ser conferida, segundo a Dataprev
Reprodução
"O objetivo é dar transparência ao procedimento de análise, processamento, homologação e pagamento do benefício", disse a Dataprev. Dados analisados Um total de 97,7 milhões de cadastros passaram pelos sistemas da Dataprev e foram homologados pelo Ministério da Cidadania, incluindo informais, beneficiários do Bolsa Família e quem está no Cadastro Único. Segundo a Dataprev: 50,5 milhões foram aprovados 32,8 milhões tiveram o benefício negado 13,7 milhões estão com dados inconclusivos e precisam de novo cadastro

Auxílio emergencial de R$ 600

Quem tem direito?


Idade
Maior de 18 anos
Ocupação
Trabalhador sem carteira assinada, autônomo, MEI (microempreendedor individual), desempregado, contribuinte individual da Previdência 
Renda
Renda por pessoa da família de até R$ 522,50 ou renda familiar de até R$ 3.135
Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018
Não recebe
Não tem direito quem já recebe seguro-desemprego, BPC, aposentadoria ou pensão

Qual o valor?

3 parcelas de R$ 600
Máximo de dois benefícios por família
3 parcelas de R$ 1.200
para mulheres chefes de família

Como pedir o benefício?

Como receber o dinheiro?

Na inscrição, o beneficiário escolhe entre receber o recurso em uma conta existente em qualquer banco ou a Caixa vai abrir automaticamente uma poupança social digital.


UOL