Bahia tem mais de 30 mil casos de Covid-19; 47.160 foram descartados e 82.518 estão em investigação

Bahia tem mais de 30 mil casos de Covid-19; 47.160 foram descartados e 82.518 estão em investigação

Bahia tem mais de 30 mil casos de Covid-19; 47.160 foram descartados e 82.518 estão em investigação

Crédito da Foto: ilustrativa/Pexels
A Bahia registra 30.481 casos confirmados de Covid-19, o que representa 19,03% do total de notificações no estado. De acordo com o boletim epidemiológico - divulgado pela Secretaria da Saúde (Sesab), nesta terça-feira (9/6) -, o estado contabiliza 13.484 pessoas recuperadas, 937 óbitos e 16.060 indivíduos monitorados pela vigilância epidemiológica e com sintomas da doença o que são chamados de casos ativos.
Os casos confirmados ocorreram em 342 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (57,73%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1 milhão de habitantes foram Ipiaú (7.738,76), Itajuípe (7.564,30), Uruçuca (7.066,62), Salvador (5.979,78) e Urandi (5.883,06).
O boletim epidemiológico contabiliza ainda 47.160 casos descartados e 82.518 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 16h desta terça-feira.
Na Bahia, 4.468 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui.
TAXA DE OCUPAÇÃO
Na Bahia, dos 1.978 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.179 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 60%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 827 leitos exclusivos para o coronavírus, 607 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 73%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.
Fonte: Aratuon

Postar um comentário

0 Comentários