Fábio Vilas-Boas rebate novas críticas de Mandetta: " só está prestando agora para pautar programa de comediante"




Crédito da Foto: divulgação / Secom-BA
Os ânimos estão exaltados entre o ex-Ministro da Saúde, Luis Henrique Mandetta, e o secretário da Saúde do estado, Fábio Vilas Boas. Na manhã deste sábado (6/6), Vilas Boas usou as redes sociais para rebater as críticas do ex-ministro, que na sexta-feira (5/6), durante entrevista ao programa Pânico, da rádio paulista Jovem Pan, disse não conhecer Vilas-Boas e afirmou que ele teria participado das comemorações do "aniversário do partido comunista chinês, quando se teve o primeiro caso (da Covid-19) registrado na Bahia".
"Não o conheço. É da Bahia? Ahhh, ele era um que quando teve o primeiro caso na Bahia, que foi lá em Feira de Santana, ele deu essa notícia... ele tava (sic) lá em Cuba, no aniversário do partido comunista chinês", disse Mandetta. Em 3 de março, Vilas-Boas estave em visita oficial em Cuba, para assinatura de acordo de transferência de tecnologia na produção de remédios para diabetes. Já no dia 6 de março, o secretário divulgou o primeiro caso da Covid na Bahia, em uma moradora de Feira de Santana. 
VEJA VÍDEO



"O ocaso fez muito mal a @lhmandetta. Na falta dos holofotes que tanto inflaram o seu ego, só está prestando agora para pautar programa de comediante. @programapanico @FabioPorchat . Que vergonha!", rebateu Fábio Vilas Boas, em postagem nas redes sociais. 


Em entrevista a Fabio Porchat o ex-ministro Mandetta cita as cidades de Ilheus e Itabuna com “transmissão descontrolada”. Veja só que curioso. Quando ministro, Mandetta não conhecia e não ajudou a Bahia. Agora que está de fora vem dar opinião sobre o que também ainda não conhece.
O ocaso fez muito mal a @lhmandetta. Na falta dos holofotes que tanto inflaram o seu ego, só está prestando agora para pautar programa de comediante. @programapanico @FabioPorchat . Que vergonha!

Veja outros Tweets de Fábio Vilas-Boas
A troca de farpas começou após Mandetta dar entrevista ao humorista Fábio Porchat, citando Ilhéus e Itabuna como cidades de "transmissão descontrolada do vírus". Vilas-Boas respondeu com um tuíte dizendo que Mandetta não ajudara a Bahia quando ministro e "agora que está de fora vem dar opinião sobre o que também ainda não conhece".

Aratuon