Mais de 2 mil indígenas no Brasil já foram contaminados pelo novo coronavírus; 82 morreram
Crédito da Foto: reprodução/Brasil Escola
Desde o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil, 2.085 indígenas, que vivem em aldeias, já foram contaminados. Destes, 82 morreram em decorrência da doença e outros 466 casos suspeitos estão sob investigação.
Os dados foram apresentados nesta terça-feira (9/6), durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto. De acordo com as informações divulgadas, casos da Covid-19 foram registrados em 500 aldeias, que correspondem a 8,5% dos 5.852 agrupamentos que existem no país.
Os distritos mais infectados estão localizados no Alto Rio Solimões, Amazonas, com 444 casos; Ceará, com 158; Maranhão, com 148; Alto Rio Negro, também no Amazonas, com 141 e Manaus com 128. Os casos da doença entre indígenas haviam sido controlados durante o mês de abril, mas aumentaram de maio para cá. 
Segundo o secretário especial de Atenção Indígena do Ministério da Saúde, Robson Santos, foram implementadas ações para acompanhamento dos casos, além de duas alas indígenas em hospitais de Manaus (AM) e Macapá (AP), implementadas em unidades de saúde já em funcionamento. Outras estruturas semelhantes também estão em execução no Amazonas, Pará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Roraima. 

Fonte : Aratuon