Novo programa de transferência de renda pretende usar parte do recurso da educação básica como fundo. 

Bolsa_Familia-348926-1-696x464

O Governo Federal anunciou o novo programa de transferência de renda que vai substituir o Bolsa Família. O Renda Cidadã vai utilizar parte do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A outra proposta é que o governo utilize recursos de precatórios, que são títulos de dívida pública, para bancar o programa.

De acordo com o Planalto, a intenção é não ultrapassar o teto de gastos.

Anteriormente a União chegou a anunciar outro programa denominado como Renda Brasil, mas depois controvérsias dentro da equipe econômica do governo, o programa foi substituído.

Ainda não foram divulgados detalhes e nem o valor que será pago para as famílias com o novo programa.

Atualmente, o Bolsa Família, paga entre R$41 a R$ 89 por mês para cada criança de uma família de baixa renda, sendo possível acumular até cinco benefícios. O programa foi criado em 2003 e é destinado para famílias pobres ou em extrema pobreza.


Exame.com