Conhecer a reputação da loja e guardar os registros de compras são algumas das dicas da secretaria para uma compra com segurança



Brasília, 25/11/2020 - O comportamento de consumo do brasileiro mudou durante o período de pandemia e as compras on-line assumiram posições de destaque na hora de optar pela forma de adquirir produtos e contratar serviços.  E para quem já planeja comprar durante a Black Friday, no próximo dia 27, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon/MJSP) preparou uma lista de dicas para alertar os consumidores em relação aos cuidados para se fazer um bom negócio. Dentre as orientações que estão sendo divulgadas por meio das redes sociais e da página do Ministério da Justiça e Segurança Pública, conhecer a reputação da loja, guardar os registros de compras e pesquisar se o site tem conexões seguras são fundamentais para que o consumidor não caia em armadilhas.

De acordo com o Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec), as demandas em “relação à internet” registradas, de janeiro a outubro, nos órgãos de proteção e defesa do consumidor mais que dobraram quando comparadas ao mesmo período de 2019. As principais solicitações estão relacionadas ao vestuário (calçados, roupas e acessórios). O principal problema relatado pelos consumidores é a não entrega ou a demora na entrega do produto.


Fonte:Gov.br