Nas primeiras horas da manhã do domingo 31 de janeiro, as guarnições do Peto Rural e Urbana, realizavam o patrulhamento tático para coibir o tráfico de drogas e a prática de homicidios em Campo Formoso quando foram acionados por populares que informaram que alguns homens estariam efetuando disparos de arma de fogo para o alto, vendendo cocaína, maconha e craque e ameaçando moradores do povoado do Garimpo desativado do Socotó, na Rua Chafariz sem número. Prontamente as Guarnições deslocaram para o referido local e diante das informações fizeram o cerco do perímetro, porém os indivíduos citados ao perceberem a presença dos Polícias Militares, efetuaram disparos contra as guarnições que não tendo outra alternativa revidaram a injusta agressão até quando esta foi cessada. Os PMs perceberem que os seus agressores estavam feridos e haviam caído ao solo cada um com armas de Grosso calibre. Os feridos foram socorridos e levados ao Hospital São Francisco em Campo Formoso, onde o médico plantonista informou que os opositores não resistiram aos ferimentos e vieram a óbito.
As guarnições lavraram o auto de oposição a intervenção policial (A.O.I.P.) com resultado morte na sede da Corregedoria da PM em Campo Formoso.
Os 04 homens que faleceram na investida contra os Policiais Militares foram acusados logo após o confronto, por populares que pediram anonimato, de terem sido os autores do roubo das armas do fórum de Pindobaçu, de terem cometido um homicídio em Antonio Gonçalves, de estarem traficando em toda a região do Socoto, bem como de exibirem armas durante todo dia no referido garimpo, ameaçando moradores daquela localidade de morte e atirando para o alto.
Na Operação foram apreendidas 03 pistolas, uma carabina, munições, cocaína, maconha, dinheiro, jóias, celulares e cadernos com a contabilidade do tráfico. Todo o material recolhido foi encaminhado para o Departamento de Polícia Tecnica de Senhor do Bonfim para perícia.
Os cadernos com a contabilidade do tráfico serão remetidos para Polícia Cívil de Campo Formoso para adoção das medidas legais.
A ação policial representa um duro golpe no comércio de drogas na região Campo Formoso, Antonio Gonçalves e Pindobacu, bem como um avanço no combate aos crimes violentos letais intencionais (CVLIs) naqueles municípios.

Revistadabahia com informações da CIPM