vitimas-de-covid-19-sao-enterradas-no-cemiterio-vila-formosa-em-sao-paulo-sp-que-teve-um-aumento-de-enterros-por-conta-da-doenca-411728

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) registrou nesta quinta-feira (25) 100 óbitos, o maior número desde o início da pandemia em um boletim epidemiológico sobre a Covid-19. Apesar das mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados hoje. Esse número supera o ocorrido em 24 de agosto, quando foram contabilizados 77 óbitos. O número de hoje demonstra o crescimento de casos graves, o que tem ampliado a taxa de ocupação nas UTIs.

O número total de óbitos por Covid-19 no Estado até agora é de 11.488, representando uma letalidade de 1,72%. Dentre os óbitos, 56,71% ocorreram no sexo masculino e 43,29% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 55,23% corresponderam à parda, seguidos por branca com 20,37%; preta com 14,62%; amarela com 0,57%; indígena com 0,15%; e não há informação em 9,06% dos óbitos.

Nas últimas 24 horas foram contabilizados 4.917 casos de Covid-19, o que corresponde a uma taxa de crescimento de +0,7%. Houve ainda 4.021 curas clínicas (+0,6%). Dos 669.821 infectados desde o início da pandemia, 639.286 já são considerados recuperados e 19.047 encontram-se ativos.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.028.342 casos descartados e 156.845 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17h desta quinta-feira (25). Na Bahia, 42.375 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

.

Carlos Britto

Fonte;Réplica Campoformosonoticias