O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, disse na tarde desta quinta-feira (05) que espera votar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial na próxima semana. Ele acredita que o tema será analisado pelos deputados federais na quarta-feira (10).

Segundo Lira, a terça-feira (09) deverá ser reservada para as discussões sobre o assunto e, se possível, a votação da admissibilidade da PEC Emergencial, que destrava a nova rodada do auxílio emergencial, segundo o Uol.

Nesta quinta-feira (04), o Senado aprovou, em segundo turno, a PEC. Agora, caso a proposta não receba alterações na Câmara dos Deputados seguirá para a sanção presidencial.

Os trabalhadores em situação vulnerável por causa da pandemia do coronavírus poderão receber até quatro parcelas de R$ 150 a R$ 375 na nova rodada do auxílio emergencial, conforme O Estado de S.Paulo.

Os valores poderão sofrer mudanças de acordo com a composição familiar dos beneficiários. E somente uma pessoa de cada família deverá receber as parcelas do auxílio emergencial.

Segundo estimativa do governo, conforme o O Estado de S.Paulo, 45 milhões de brasileiros serão contemplados.

Fonte:Msn